Guarda Roupa

Guarda Roupa [aluguer]

O acto de trajar representa claramente uma necessidade fundamental do homem, quer pelas provas cientificas adquiridas pela historia e pela ciência, ao longo dos séculos, e até corroborado pela religião, o acto de cobrir os corpos ou trajar é, para o homem, um fundamento tão importante como o acto de se alimentar ou de se abrigar, tendo-os como actos insubstituíveis. O traje é o segundo abrigo do homem, depois da casa. Ao longo dos séculos o trajar e a Moda que foi sendo ditada tornou-se um imperativo dos dias…
O guarda roupa oficial da Viagem Medieval dispõe de cerca de 2500 trajes para aluguer ao longo de todo ano.
Durante a Viagem Medieval, o guarda-roupa oficial apenas alugará trajes caso haja disponibilidade, uma vez que a maioria das peças será utilizada no evento. Para mais informações, por favor contacte através do e-mail: guardaroupadaviagemmedieval@gmail.com

Aluguer e informações:
Tel. (+351) 919 610 112
NOTA: As imagens abaixo são exemplos de alguns trajes. Para saber os trajes disponíveis para aluguer visite a loja oficial.

POVO

[Exemplo de alguns trajes disponíveis]

Sem meios económicos e longe da possibilidade de trajar de forma elegante ou abastada em berloques de qualquer género ou materiais, homens e mulheres do Povo existiam para o trabalho e para uma vida que exigia o conforto e o sentido prático da vestimenta.

BURGUESIA

[Exemplo de alguns trajes disponíveis]

Durante a designada Baixa Idade Média, o período da história Medieval que vai do século XIII ao XV, os burgueses não estavam estratificados socialmente. Esta é uma época em que o sistema feudal começa a entrar em crise e muitas mudanças económicas, religiosas, políticas e culturais começam a ocorrer. Para tal muito contribui esta nova classe emergente dedicada ao comércio e que começa a enriquecer e a dinamizar a economia já no final da Idade Média.

NOBREZA

[Exemplo de alguns trajes disponíveis]

Na Europa medieval, a nobreza teve origem, essencialmente, na estrutura feudal ou senhorial dos estados. A camada social superior era constituída pelos detentores da riqueza, nomeadamente a fundiária – posse de terras e do poder militar. A nobreza não se constituía, no entanto, como classe fechada, visto que o acesso era possível por concessão régia. No que ao traje diz respeito a nobreza ostentava o seu estatuto de superioridade pelos materiais, pelos acessórios e ornamentos de cada traje, igualmente sumptuosos em homens e mulheres.

CLERO

[Exemplo de alguns trajes disponíveis]

O Clero vestia vestidos escuros e compridos de lã, com capas igualmente escuras e compridas, alguns andavam descalços, outros calçados com sapatos de couro e possuíam terços e adereços da sua religião. O Clero mais rico possuía vestuário rico de acordo com a sua condição, ornamentado a ouro e pedras preciosas.

MÚSICOS E BOBOS

[Exemplo de alguns trajes disponíveis]